O mistério do tapa-olho dos piratas

28 julho, 2022     Nenhum comentário     tech_4dmin

Você sabe por que os piratas usavam tapa-olho? Uma dica: não não tem nada a ver com a falta do olho ou qualquer outro tipo de problema que os impedissem de enxergar normalmente!

Histórias envolvendo esses personagens sempre tiveram no imaginário popular, principalmente por meio do cinema. A figura do criminoso que ataca navios é mundialmente conhecida e, em todos os cantos, uma característica não muda: ele sempre tem um dos olhos cobertos com um tapa-olho.

Muito se acreditava que o adereço era em virtude de algum dano aos olhos, já que os piratas estavam em constantes batalhas e ferimentos na região ocular poderiam ser recorrentes.

Mas será que era mesmo isso? 

Os piratas reais não eram, necessariamente, deficientes visuais!

Um estudo do pesquisador Jim Sheddy, da Pacific University de Oregon, trouxe  uma nova perspectiva sobre o fato: os piratas usavam tapa-olho como um artifício para melhorar a visão noturna.

Eles se movimentavam constantemente entre o lado interno do navio, com baixa luminosidade, e o externo, com alta luminosidade. Portanto, o acessório seria utilizado para manter um olho adaptado aos ambientes mais escuros e facilitar a visão nesses lugares.

Dessa maneira, durante o dia, ao sair do convés e entrar no porão, por exemplo, seria necessário apenas tirar o tapa olho para ter uma boa visão no escuro.

Não existem fontes históricas que comprovem essa hipótese. Contudo, a teoria faz sentido quando analisada a partir do processo de adaptação da visão humana em ambientes escuros.

Como funciona a visão humana no escuro?

Os olhos dos seres humanos, assim como os de todos os vertebrados, possuem várias estruturas, entre as quais estão a retina e o cristalino. A primeira contém células nervosas e fotorreceptores que são responsáveis por captar a luz do ambiente, enquanto a outra se encarrega de focalizar a imagem na retina.

Dessa forma, em ambientes escuros, a íris dilata e permite a entrada de mais luz pela pupila, estimulando a periferia da retina, onde se encontram as células responsáveis pela visão noturna.

Repare que, quando estamos no escuro e imediatamente somos expostos a um ambiente com maior luminosidade,  é normal sentir um incômodo, e a visão leva um tempo para se acostumar. O contrário também acontece. 

Ou seja, o processo de adaptação de um local claro para o escuro é mais lento.

Nesse sentido, o tapa-olho dos piratas surge com uma solução para manter a visão adaptada em todos os ambientes: um dos olhos ajustado para o escuro e o outro para a luz, facilitando as ações dos piratas nos navios

Agora, todas as vezes que você cruzar com alguma história de pirata, vai saber que o tapa-olho pode ter tido uma outra finalidade, diferente daquela que sempre te contaram.

Para mais curiosidades e informações  sobre o nosso sistema ocular, acompanhe o blog do COA!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − dezenove =

Cadastre-se em nossa newsletter