Como detectar melanoma ocular

11 fevereiro, 2021     Nenhum comentário     tech_4dmin

derrame ocular

Os problemas oculares nem sempre estão ligados à correção de grau. Na verdade, a perda do campo visual pode ser um dos sinais para outras patologias, como é o caso do melanoma ocular. Trata-se de um tumor que acomete homens e mulheres, geralmente acima de 45 anos.

Melanoma ocular é um tipo de câncer que atinge as células que produzem a melanina, pigmento responsável por dar cor ao olho e à pele. Sua incidência anual é de 10 casos para cada um milhão de habitantes.

Embora, na maioria das vezes, a doença não apresente sintomas, ela pode evoluir, causando metástase e se espalhando para outros órgãos do corpo. Os melanomas oculares são malignos e atingem, com mais ocorrência, o interior do olho, em uma área chamada úvea. Essa se divide em três regiões: íris (responsável pela coloração dos olhos), corpo ciliar (fica atrás da íris) e coróide (localizada entre a esclerótica e a retina).

O tumor ocular é uma doença considerada rara, mas isso não quer dizer que o melanoma não se desenvolve em jovens e crianças. A estatística é que 1% desse tipo de tumor ocorre em pessoas com menos de 20 anos.

Como identificar o melanoma ocular

Se o tumor estiver na parte mais central do olho, que chamamos de mácula, é possível que a visão fique mais embaçada. Mas, se estiver concentrado na periferia, pode crescer – e o próprio paciente vai perceber que algo não anda bem.

Caso o melanoma ocular já esteja em uma fase mais crítica, é possível observar alguns sintomas, como:

  • Problemas ao enxergar;
  • Manchas no campo de visão;
  • Perda parcial do campo visual;
  • Crescimento de ponto escuro na íris;
  • Alteração da pupila;
  • Mudança no movimento dos olhos.

É por esse motivo que a visita ao oftalmologista é necessária, pois é durante o exame de fundo de olho que o médico detecta as alterações que podem identificar o melanoma ocular. Caso isso ocorra, é pedida uma série de exames para confirmar o diagnóstico, como ultrassom ocular e tomografia.

O objetivo é avaliar o grau de avanço da doença e se o tumor afetou outras partes do corpo.

Tratamento de melanoma ocular

O tratamento de melanoma ocular não é padrão; tudo vai depender do tamanho do tumor. Por isso, quanto mais precoce o estágio da doença quando descoberta, maiores são as chances de cura.

Durante o tratamento, um dos objetivos é preservar os tecidos dos olhos e suas funcionalidades, impedindo que mais danos acometam a visão. Em geral, as opções de tratamento são radioterapia, quimioterapia, laserterapia ou, em casos muito graves, a remoção do globo ocular.

A escolha do procedimento é uma decisão entre paciente e o médico, pois deve levar em consideração a saúde geral do indivíduo e o desenvolvimento da doença.

As visitas regulares ao oftalmologista são importantíssimas para a detecção precoce do melanoma ocular. Mesmo que você não sinta nada e esteja enxergando bem, é importante ir ao médico e fazer os exames necessários.

A equipe médica do COA está sempre à disposição para tratar problemas oculares em adultos e crianças. Precisa de alguma orientação oftalmológica? Entre em contato com a gente e marque sua consulta.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 3 =

Cadastre-se em nossa newsletter