Como prevenir doenças oculares na quarentena

13 maio, 2020     Nenhum comentário     tech_4dmin

Passado algum tempo do anúncio, por parte da OMS, a respeito da pandemia, a problemática permanece na sociedade. A medida adotada por boa parte do mundo foi o distanciamento social. 

Porém, além dela, diversos métodos de prevenção são indicados para evitar o contágio da COVID-19, incluindo não entrar em contato com as áreas abertas do corpo, como a boca e os olhos. 

A Academia Americana de Oftalmologia (AAO) alertou a respeito do cuidado com os olhos. Em primeiro lugar, essa é uma parte do corpo que favorece a contaminação, sendo indicado, assim, que se evite encostar nela com as mãos não higienizadas. 

Além disso, a AAO também apontou que a COVID-19 pode gerar outros riscos aos olhos, como o aparecimento de conjuntivite. 

Diante disso, alguns cuidados são imprescindíveis para evitar a contaminação. Deve-se evitar, por exemplo, compartilhar objetos, como óculos, toalhas, máscaras e colírios.

Ainda assim, é preciso alertar: a conjuntivite não é a única doença ocular que pode surgir durante o período de distanciamento e da pandemia. Pensando nisso, listamos alguns cuidados para você se prevenir de doenças oculares na quarentena.  

Dicas para evitar doenças oculares na quarentena

O distanciamento exigiu a adequação de todas as atividades da rotina para dentro de casa. Com isso, pode até sobrar tempo para fazer outras atividades, como ver mais TV ou utilizar mais o computador e celular. Some-se a isso alguns descuidos com o corpo, como alimentação menos equilibrada e falta de exercícios físicos, e vamos ter um cenário propício ao surgimento de novas doenças

E, por isso, é tão importante manter a atenção em relação a fatores de saúde na nova rotina – e garantir, através deles, a manutenção do organismo em seu potencial máximo.

Eis nossas dicas para prevenir doenças oculares, e demais doenças, durante a quarentena:  

Cuide da alimentação

A dieta influencia, sim, na sua saúde ocular, além do seu bem-estar em geral. Há vários alimentos que fazem bem para os olhos, contribuindo para o bom funcionamento do órgão e, consequentemente, a prevenção de doenças relacionadas a ele.

A cenoura, por exemplo, bem como os alimentos alaranjados, é rica em vitamina A. Trata-se de uma substância que, caso falte no corpo, pode levar à cegueira noturna. Os alimentos ricos em zinco, por sua vez, como nozes e feijões, permitem que o corpo absorva mais a vitamina A. 

Ou seja, uma boa combinação pode garantir boa saúde geral – motivo pelo qual sua alimentação deve ser devidamente equilibrada. 

Atente-se ao uso excessivo de eletrônicos 

Passar mais tempo em casa, para muitos, pode significar mais horas em frente ao computador, celular e televisão. Entretanto, o uso excessivo dos eletrônicos pode causar alguns problemas de visão. 

O hábito pode provocar ressecamento, vermelhidão, vista embaçada, dor nos olhos e até agravar a miopia. Para mais, o uso demasiado também pode gerar a fadiga ocular digital, síndrome que apresenta sintomas como olhos secos, dores de cabeça, dor no ombro e pescoço, entre outros.

A principal recomendação é fazer pausas a cada duas horas, por pelo menos cinco minutos, e, se for possível, olhar o horizonte através de uma janela. Também é sugerido exercitar os olhos, desviando o olhar da tela, em média, a cada 20 minutos, e observar um objeto que esteja mais distante. 

Use soro fisiológico 

Além desses hábitos “perigosos”, a estação do outono nos pede certo cuidado com o ressecamento ocular, uma vez que a mudança de tempo pode deixar o organismo mais vulnerável.

Há queda nas temperaturas e na umidade do ar e, com isso, aumento da poeira. Assim, caso você sinta irritações nos olhos, lave-os com soro fisiológico. 

Contudo, se observar situações anormais, com sintomas mais preocupantes ou persistentes, a medida certa sempre é procurar por um oftalmologista. 

Precisa de auxílio oftalmológico na quarentena? Entrar em contato conosco para uma consulta de emergência. Nossa clínica está reaberta com protocolos rígidos de atendimento para garantir a sua saúde e a de toda a nossa equipe.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 1 =

Cadastre-se em nossa newsletter