Conheça as lentes utilizadas na cirurgia de catarata

27 janeiro, 2021     Nenhum comentário     tech_4dmin

Catarata é uma lesão ocular que afeta o cristalino (lente atrás da íris), tornando-o embaçado e dificultando a visão. Embora a evolução seja lenta, a doença é uma das principais causas de cegueira no mundo, sendo seus sintomas sentidos a partir dos 60 anos.

O envelhecimento é a causa mais frequente da catarata, já que se trata de um desgaste natural. Contudo, outros fatores podem ser gatilhos para a doença, como cirurgia de glaucoma, medicamentos como corticosteróides ou mióticos, diabetes, doenças renais, infecções e inflamações oculares.

O acompanhamento com oftalmologista é importante em todas as idades, mas, se o paciente tiver dificuldade em enxergar, visão embaçada, dificuldade para distinguir as cores, aumento de sensibilidade à luz ou mudança frequente de grau, talvez seja hora de procurar o médico para realizar a cirurgia de catarata.

Como funciona a cirurgia de catarata?

Apesar de ser uma doença com sérias complicações oftalmológicas, a boa notícia é que ela tem cura. Em uma fase menos avançada, é possível aliviar os sintomas com uso de colírios, mas a cirurgia é a forma mais eficiente de curar a catarata.

A cirurgia de catarata consiste em uma pequena incisão na qual o cirurgião irá remover o cristalino danificado, que podemos chamar de lente natural do olho, e colocar, em seu lugar, uma lente intraocular (LIO).

As LIOs são divididas em monofocais e multifocais, da seguinte forma:

Monofocais não tóricas

As lentes monofocais não tóricas são o tipo mais utilizado para corrigir casos de astigmatismo, miopia com grau baixo ou de hipermetropia, melhorando o foco apenas para longe. O uso de óculos para perto pode se fazer necessário após a operação.

Monofocais tóricas

Consideradas de alta tecnologia, as lentes monofocais tóricas melhoram a visão para longe, pois corrigem casos de astigmatismo acima de 1 grau por conta de sua curvatura especial. Geralmente há necessidade de óculos para enxergar de perto.

Multifocais

As lentes multifocais apresentam a vantagem de corrigir a visão de longe, a intermediária e a de perto, trazendo benefícios ao paciente com essas necessidades. Os óculos podem ser recomendados, mas com frequência menor.

Monofocais esféricas

Esse modelo de lente é mais simples, pois foca os raios de luz em único ponto e, desse modo, corrige apenas miopia e hipermetropia. A necessidade do uso de óculo no pós-operatório pode ser bem maior.

Monofocais asféricas

Tem alta tecnologia para corrigir a miopia, a hipermetropia e até problemas ópticos mais complexos. Traz mais qualidade para a visão, mas, como é monofocal, pode ser necessário o uso de óculos.

Como é feita a definição das lentes

A escolha do tipo de lente para a cirurgia de catarata deve ser feita pelo médico oftalmologista, de acordo com as necessidades individuais de cada paciente. É preciso considerar na análise do modelo que, além de corrigir a catarata, ele vai atuar também nos erros refrativos.

Para isso, o médico irá realizar alguns exames, identificando o grau da doença e outros problemas oculares. Só assim é possível definir a lente que será utilizada na cirurgia de catarata.

Se você sente incômodos na visão e sabe da necessidade de uma cirurgia de catarata, o ideal é buscar uma clínica oftalmológica confiável e de qualidade para realizar o procedimento.

Aqui no COA, você e sua família contam sempre com profissionais qualificados e dispostos a tirar dúvidas e orientar quanto ao tratamento de catarata. Para agendar um horário, entre em contato pelo (31) 3241-6347 ou solicite a marcação online da sua consulta.

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × cinco =

Cadastre-se em nossa newsletter