Cuidados oculares do portador de diabetes

20 agosto, 2018     Nenhum comentário     tech_4dmin

A característica mais lembradas do diabetes está relacionada ao açúcar: não poder consumir doces é o que mais assusta em relação à doença. Esse, no entanto, é um problema mínimo se comparado a outras consequências do tratamento equivocado (ou nulo) de diabetes.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, mais de 13 milhões de pessoas vivem com a doença no Brasil. Isso corresponde a cerca de 6,9% da população. Trata-se de um mal crônico no qual o pâncreas não consegue produzir insulina.

A insulina é responsável pela redução da glicemia, fazendo com que o açúcar presente no sangue penetre nas células dos músculos e do tecido adiposo e seja utilizado como fonte de energia. Como um diabético não consegue fabricar ou utilizar a insulina adequadamente, seu nível de glicose no sangue aumenta.

O excesso de açúcar no sangue gera, ao longo dos anos, um processo inflamatório nos vasos sanguíneos e nos nervos, prejudicando a vascularização dos órgãos. Isso pode levar, entre outras doenças, à falência dos rins, infarto, perda da sensibilidade da pele e perda da visão.

Relação entre diabetes e saúde ocular

Mesmo sendo uma doença progressiva, o diabetes não oferece grandes riscos ao paciente que o mantém  sob controle. Do contrário, a alta concentração de açúcar no sangue afeta seriamente vários órgãos.

Dentre eles os olhos.

Pessoas com diabetes apresentam risco de perder a visão 25 vezes maior do que as demais, por isso os cuidados oculares desses pacientes devem ser redobrados.

Um taxa alta de açúcar pode provocar lesões nos vasos do olho, causando a retinopatia diabética, doença complexa que pode levar à cegueira total.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a retinopatia diabética atinge mais de 75% das pessoas que têm diabetes há mais de 20 anos. O controle cuidadoso da glicose, com dieta adequada e acompanhamento médico, é a principal forma de evitar esse problema.

Mais sobre a retinopatia diabética

Você sabia que o olho é um dos órgãos mais afetado pelo diabetes? Dentre as complicações oculares, a mais comum é a retinopatia, sendo uma das causas de cegueira em adultos de 20 a 74 anos.

A perda da visão por retinopatia é, às vezes, irreversível, mas alguns cuidados oculares preventivos podem reduzir o risco da cegueira em 95% dos casos.

Como a doença não apresenta, na maioria das ocorrências, sintomas iniciais, pessoas com diagnósticos de diabetes devem fazer um exame mais abrangente de olho de fundo por, no mínimo, uma vez ao ano.

O aparecimento da doença é prevenido pelo controle adequado dos níveis de glicose no sangue. Exames exames oftalmológicos regulares também são essenciais. Todo exame é importante para identificar complicações nos olhos decorrentes do diabetes e permitir que tratamentos sejam iniciados o mais cedo possível.

Formas de evitar a retinopatia diabética

Outros cuidados oculares podem ser tomados a fim de evitar a retinopatia diabética:

  • controle rigoroso do diabetes;
  • dieta adequada;
  • uso de pílulas hipoglicemiantes e insulina;
  • combinação de tratamentos prescritos pelo médico endocrinologista.

Se a doença ocular já está instalada, a opção de tratamento é pela fotocoagulação com raio laser para prevenir hemorragias. Contudo, não espere a doença avançar para realizar o tratamento. Quanto mais cedo for administrado, melhores serão as chances de resultado favorável.

A fotocoagulação a laser é muito simples. O procedimento é feito no consultório médico e, geralmente, dura poucos minutos, causando pouco ou nenhum incômodo. Mesmo assim é utilizada, na maioria das vezes, uma anestesia tópica (colírio) para aliviar o desconforto.

Os cuidados oculares do diabetes devem ser regulares, portanto não deixe de consultar seu endocrinologista e oftalmologista. Além disso, faça exames clínicos para medir a taxa de açúcar no sangue. Não se esqueça de avisar ao oftalmologista sua condição de saúde antes de começar os exames.

Se tiver mais alguma dúvida ou quiser agendar sua consulta, entre em contato com a gente.

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − oito =

Cadastre-se em nossa newsletter