Entrópio e Ectrópio: o que são, causas, sintomas e tratamentos

19 junho, 2023     Nenhum comentário     tech_4dmin

Entenda a diferença entre entrópio e ectrópio, quais são os sintomas, causas e tratamentos existentes para essas condições.

Quando os olhos estão saudáveis, eles conseguem realizar o movimento de abrir e fechar as pálpebras com firmeza, protegendo o olho das agressões externas, além de evitar a evaporação da lágrima.

Alterações que afetam esse sistema podem se dar devido às doenças chamadas entrópio e ectrópio, que afetam a pálpebra e colocam em risco a saúde ocular.

Porém, apesar dos nomes parecidos, existe diferença entre entrópio e ectrópio, doenças oculares que afetam a saúde visual do paciente.

Qual a diferença entre entrópio e ectrópio?

Com a idade, as pálpebras vão se tornando cada vez mais flácidas, perdendo sua estabilidade.

Embora o entrópio e o ectrópio estejam relacionados com essa frouxidão, eles possuem características opostas que impactam na qualidade de vida do paciente. Por isso, vamos entender cada uma delas!

Entrópio

O entrópio é uma doença em que a pálpebra se dobra para dentro, o que consequentemente faz com que os cílios irritem o globo ocular.

Além de causar dor e desconforto, o entrópio pode aumentar o risco de infecção.

A condição pode afetar um ou os dois olhos, tendo como causa diversos fatores, como:

  • Envelhecimento;
  • Cicatrizes;
  • Lesões oculares;
  • Alterações na região advindas de infecção ou cirurgias;
  • Congênito, ou seja, a pessoa já nasce com a condição.

Dentre os sintomas do entrópio podemos destacar:

  • Irritação;
  • Sensação de cisco nos olhos;
  • Dor nos olhos;
  • Fotofobia;
  • Lacrimejamento;
  • Vermelhidão;
  • Flacidez da pele ao redor dos olhos;
  • Problemas de visão.

Ectrópio

No ectrópio acontece o oposto do entrópio: a pálpebra se dobra para fora, de modo que a borda não entra em contato com o globo ocular.

Isso pode causar ressecamento e lacrimejamento excessivo, assim como pode afetar um ou ambos os olhos.

As causas do ectrópio são as mesmas do entrópio e, para além delas, somam-se:

  • Incompatibilidades oculares;
  • Distúrbios imunológicos;
  • Tumores;
  • Paralisia de Bell: doença que danifica o nervo que controla os músculos faciais;
  • Outras condições médicas.

Por usa vez, os sintomas mais comuns do ectrópio são:

  • Sensação de queimação dos olhos;
  • Irritação e vermelhidão;
  • Lacrimejamento excessivo;
  • Sensibilidade à luz;
  • Conjuntivite crônica;
  • Baixa visão;
  • Ressecamento da mucosa exposta;
  • Dor nos olhos.

Qual a diferença entre entrópio e triquíase da pálpebra?

Triquíase é um outro tipo de doença ocular cujas características podem se confundir com o entrópio.

Contudo, são distúrbios distintos que requerem tratamentos específicos para cada um deles.

Resumidamente, o entrópio é a alteração da posição da pálpebra que se inverte, fazendo com que os cílios toquem o globo ocular.

Já a triquíase é o alinhamento incorreto dos cílios, que acaba tocando a córnea, causando desconforto, ceratite (machucados superficiais da córnea) e úlceras de córnea.

Na triquíase as pálpebras estão corretas, mas os cílios estão desalinhados. A remoção dos cílios virados é o tratamento mais recomendado para esse caso.

Existe cura para entrópio e ectrópio?

O tratamento do entrópio e ectrópio depende da causa e da gravidade de cada paciente.

Em casos mais leves, é possível aliviar os sintomas com colírios lubrificantes e lentes de contato terapêuticas para minimizar o atrito dos cílios contra o globo ocular.

Uma das opções utilizadas nos dias de hoje é também a toxina botulínica, que paralisa o músculo orbicular e minimiza os efeitos causados pelas doenças. Porém, é um tratamento paliativo, que dura cerca de 4 meses.

Assim, a solução mais eficaz para esse tipo de problema é a cirurgia de correção, cujo objetivo é promover o reposicionamento da pálpebra superior ou inferior, colocando-a na posição normal.

Pessoas com sintomas de entrópio e ectrópio devem consultar-se com um oftalmologista o quanto antes, para que seja direcionado o tratamento mais adequado.

Para consultas, exames e prescrições, você pode contar com os especialistas do COA. Entre em contato conosco, nossos profissionais estão preparados para receber você e sua família.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 4 =

Cadastre-se em nossa newsletter