Existem 3 tipos de daltonismo. Você conhece todos? 

05 maio, 2021     Nenhum comentário     tech_4dmin

O daltonismo, também conhecido como discromatopsia, é uma alteração da visão (na maioria das vezes genética) que dificulta a distinção de cores

Os acometidos por essa condição podem ter dificuldade de diferenciar cores vibrantes como verde, vermelho, azul e suas nuances. Além disso, alguns daltônicos podem enxergar apenas em tons de cinza ou preto, apesar de ser menos comum (daltonismo acromático).

O que muita gente não sabe é que existem três tipos diferentes de daltonismo. Você conhece todos eles?

O que é daltonismo?

O daltonismo, alteração da visão que dificulta a distinção de cores, é uma condição sem cura. Na maioria das vezes é genética, sendo relacionada com a disfunção cromossômica, mas também pode ser causada por lesões nos olhos ou nos nervos ópticos.

O diagnóstico pode ser realizado ainda na infância e é feito por meio de três testes principais:

Ishihara:

O teste Ishihara é o mais comum no diagnóstico. Feito com a ajuda de cartões pontilhados de diversas tonalidades, o paciente deve sinalizar quantas tonalidades diferentes consegue distinguir.

Farnsworth:

No teste de Farnsworth, o paciente deve organizar bandejas plásticas de tons diferentes por cor.

Lãs de Holmgreen:

No teste de lãs de Holmgreen, o paciente separa as cores que está enxergando de acordo com fios de lãs de diversas tonalidades.

Outros testes podem ser realizados para complementar o diagnóstico, como a eletrorretinografia, que avalia a capacidade do olho de responder a estímulos luminosos.

Os testes também ajudam a identificar os 3 tipos de daltonismo existentes, o que auxilia na escolha do tratamento. Não há cura, mas o indivíduo pode viver bem com o tratamento correto, prescrito pelo médico oftalmologista responsável.

Quais são os tipos de daltonismo?

Existem 3 tipos básicos de daltonismo, variando na intensidade. Cada um deles se difere pelas cores que o paciente é capaz de enxergar.

Pronatomalia

O daltônico com pronatomalia tem menor sensibilidade nos receptores óticos da cor vermelha. Por isso, cores quentes podem tender para o marrom e tonalidades de verde podem ficar desbotadas.

Deuteranomalia

Na deuteranomalia, tonalidades esverdeadas ficam acinzentadas, enquanto o roxo fica azulado e cores quentes, amarronzadas.

Tritanomalia

Já na tritanomalia, cores azuladas se confundem com esverdeadas e vice-versa. Além disso, os pacientes podem enxergar roxo e amarelo de maneira desbotada. Se a tritanomalia for intensa, é possível ainda que o daltônico enxergue a cor amarela como tons de rosa, tendendo ao rosa claro.

O daltonismo não causa danos à saúde nem impede que o paciente tenha uma vida sem transtornos. É possível até mesmo dirigir – basta se familiarizar com a posição do semáforo e com os símbolos de placas de trânsito.

O daltônico pode enfrentar limitações se optar por profissões que exigem distinção de cores, como geografia ou pilotagem de aviões, mas em geral a adaptação é feita tranquilamente com o tratamento certo.

Tratamentos para daltonismo

Não há cura para essa condição, mas o tratamento certo pode promover maior qualidade de vida e bem estar para o paciente. Os principais tratamentos são:

Sistema ADD para identificação de cores

O sistema ADD é um sistema de identificação de cores que identifica cada tonalidade com um símbolo. Esse sistema é semelhante ao braille, linguagem utilizada por portadores de deficiências visuais ou auditivas.

Com o ADD é possível catalogar as cores do convívio do paciente, dando a ele mais segurança no dia a dia.

Óculos para daltônicos

Assim como os óculos para míopes e hipermetropes, os óculos para daltônicos podem ser um acessório de auxílio à convivência com a questão.

As lentes dos óculos para daltônicos permitem que o paciente veja as cores corretamente. É possível utilizar o modelo Cx-PT (indicado para quem tem dificuldade com a cor vermelha) e o Cx-D (indicado para quem tem dificuldade com a cor verde).

Antes de adotar qualquer tipo de tratamento, entretanto, não se esqueça de buscar ajuda de um especialista, que vai indicar a melhor opção para seu caso específico. No COA você pode ser atendido por profissionais competentes, que vão te guiar em direção a mais qualidade de vida e saúde. Agende sua consulta!

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + dois =

Cadastre-se em nossa newsletter