O uso do laser nos tratamentos oculares

13 janeiro, 2021     Nenhum comentário     tech_4dmin

A necessidade da cirurgia convencional com internação, anestesia, cortes e pontos pode estar diminuindo, pelo menos no que diz respeito a alguns tratamentos oculares. 

A introdução do laser na oftalmologia foi um grande avanço na intervenção de uma série de problemas oculares. Doenças que antigamente tinham mau prognóstico, por exemplo, hoje podem ser controladas com o laser. Outras, que antes necessitavam de cirurgia, também podem ser tratadas com uso da tecnologia.

Entre as principais doenças oculares que são administradas com a intervenção a laser estão a catarata, o glaucoma, os tumores oculares e as doenças da retina, principalmente a retinopatia diabética.

Principais processos a laser nos tratamentos oculares

O avanço da medicina é palpável: a cada ano a tecnologia aliada à área médica apresenta novas soluções, bastante inovadoras e menos invasivas, com o objetivo de dar mais conforto ao paciente e melhorar sua qualidade de vida.

Abaixo listamos os principais processos a laser nos tratamentos oculares – todos eles ofertados pelo COA e desempenhados pelos especialistas do nosso corpo clínico.

Fotocoagulação a laser

Esse é um procedimento realizado no ambulatório médico, utilizando anestesia tópica, ou seja, colírio ou gel anestésico. O processo é simples e dura aproximadamente 10 minutos, não sendo necessário nenhum tipo de preparação.

A fotocoagulação a laser é indicada para doenças como:

  • Retinopatia diabética:
  • Degeneração periférica da retina;
  • Trombose venosa na retina;
  • Descolamento da retina;
  • Neovascularização da retina.

Nesses quadros o laser é aplicado na forma de finos feixes de luz e, ao entrar em contato com a retina, atinge a área acometida. Isso promove uma micro cauterização, que gera maior adesão entre a retina e a coroide subjacente.

Endolaser

Endolaser é um aparelho com ponteira que permite o tratamento de rasgadura e descolamento da retina. A aplicação envolve uma luz intensa que queima ou destrói as estruturas intraoculares sob observação direta.

Esse protocolo é indicado para destruir tumores, criar passagens para novos fluidos, interromper a progressão dos vasos sanguíneos anormais nos olhos de diabéticos e prevenir a proliferação de membranas retinais.

Micropulso

O laser Micropulso é um equipamento que trata lesões nas estruturas mais profundas da retina por meio de fotoestimulação. É indicado para uma série de doenças, como retinopatia diabética, edema de mácula e retinopatia serosa central.

O procedimento é indolor, seguro e sem complicações.

Laser Indireto

Nesse tratamento ocular, o laser é acoplado ao aparelho oftalmoscópio indireto, por onde é realizada a cirurgia. É indicado especialmente para tratar retinopatia diabética, descolamento de retina e glaucoma neovascular, além de auxiliar na retinopexia e tratamento de tumores oculares.

O procedimento é realizado no centro cirúrgico e necessita anestesia, já que sua ação térmica queima o tecido e provoca coagulação das proteínas.

Trabeculoplastia Seletiva

É um procedimento a laser, indolor e relativamente rápido que pode ser repetido caso seja necessário. O objetivo da Trabeculoplastia Seletiva é reduzir a pressão ocular.

Esse tratamento a laser é feito com uso de colírios anestésicos e não há necessidade de levar o paciente ao bloco cirúrgico. Também não há restrições no pós-operatório.

 

A medicina oftalmológica vem inovando em tratamentos cada vez mais rápidos, seguros e eficientes.  É indispensável que o paciente realize os exames de rotina para identificar problemas que necessitem da intervenção a laser. Quanto antes a doença for diagnosticada, melhores são as chances de plena recuperação.

O corpo clínico do COA está à disposição para consultas, orientação e realização de procedimentos a laser. Entre em contato e agende sua consulta!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × dois =

Cadastre-se em nossa newsletter