Estudos de células-tronco e oftalmologia

22 abril, 2020     Nenhum comentário     tech_4dmin

Todos os anos, inúmeras pesquisas são feitas para descobrir o uso de células-tronco no tratamento de doenças. Na área da oftalmologia, o uso dessas células poderia ser aplicado em doenças da retina – principalmente as que resultam na perda total da visão. 

Apesar de estar no campo experimental da medicina, essa possibilidade de tratamento é considerada um dos maiores avanços na área de oftalmologia.

O que são células-tronco?

As células-tronco são organismos capazes de se auto renovar, se dividir e se transformar em outro tipo de célula. Além disso, elas também podem ser programadas para terem funções específicas – mesmo que não tenham uma especialização.

Existem três tipos principais dessas células: embrionárias, adultas e induzidas. As embrionárias e adultas são encontradas no organismo de forma natural e as induzidas são desenvolvidas por cientistas em laboratórios.

As células embrionárias podem ser chamadas também de pluripotentes – isso porque elas conseguem se transformar em qualquer tipo de célula adulta. São, geralmente, encontradas no embrião em estágio de blastocisto, isto é, entre 4 ou 5 dias após a fecundação.

Após esse período, o embrião apresenta estruturas mais complexas e com isso as células passam a ter funções específicas. Sendo assim, não podem mais ser consideradas células-tronco.

Existem, no corpo humano, aproximadamente 216 tipos diferentes de células. As células-tronco embrionárias são capazes de se transformar em qualquer um desses tipos.

Células tronco adultas

As células-tronco adultas podem ser nomeadas como multipotentes, embora tenham menor versatilidade, se comparadas às embrionárias. Elas são encontradas, principalmente, na medula óssea e no sangue do cordão umbilical.

Porém, cada um dos órgãos possuem uma quantia de células-tronco para poderem se renovar durante a vida.

Células-tronco induzidas

As chamadas células-tronco iPS (Induced Pluripotent Stem Cells), ou células de pluripotência induzida, foram produzidas pela primeira vez em 2007. 

As células-tronco induzidas são retiradas do organismo e reprogramadas por meio da inserção de um vírus contendo quatro genes que organizam o código genético. 

Assim, as células voltam para o estágio embrionário com suas características de autorrenovação. 

Como as células-tronco podem ser usadas na oftalmologia?

Dentre os diversos estudos relacionados a células-tronco e oftalmologia, podemos citar, por exemplo, o surgimento de tratamentos para as doenças na retina. Existem duas técnicas famosas: a terapia regenerativa e a terapia trófica.

A terapia regenerativa consiste na substituição da célula morta ou danificada por uma completamente nova. É um procedimento possível de ser realizado apenas com células embrionárias, já que elas apresentam alto poder de diferenciação. Além disso, esse tratamento, no futuro, pode ser capaz de recuperar totalmente a retina do paciente.

Já a terapia trófica faz o uso de células-tronco adultas retiradas do cordão umbilical, dente de leite, medula óssea ou outra parte do corpo. Sua capacidade de se transformar em outra célula é reduzida – mas, apesar disso, quando são inseridas na retina, elas contribuem com o desenvolvimento e/ou funcionamento das células já existentes, aumentando a possibilidade de sobrevivência das mesmas. 

Esse tipo de terapia também é conhecida como resgate funcional, técnica utilizada há mais de 40 anos para o tratamento de doenças hematológicas.

Sabendo disso, é importante incentivar as pesquisas científicas. Através delas, os profissionais da saúde conseguem relacionar conhecimento e tecnologia, melhorando diagnósticos e formas de tratamento. 

 

É importante manter a saúde dos olhos em dia e, para isso, nada melhor do que consultar um oftalmologista regularmente. O COA está com os serviços suspensos por tempo indeterminado devido à pandemia de coronavírus.

Porém, caso você precise de um atendimento com urgência, entre em contato com a nossa equipe.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + dezessete =

Cadastre-se em nossa newsletter